Vivi Saliba, Rafael Mota, Renan Bruschi e Kovalski somam mais 3 FTs para o Brasil na WSOP

Vivian Saliba, Rafael Mota, Fabiano Kovalski e Renan Bruschi na WSOP 2022

O Brasil segue dando show em Las Vegas e não para de acumular mesa finais na World Series of Poker (WSOP) 2022. Depois do histórico vice de Yuri Martins no Poker Players Championship, Vivian Saliba, Rafael Mota, Renan Bruschi e Fabiano Kovalski também brigaram pelo cobiçado bracelete em mais três mesas finais para o país na série.

Com um total de 13 mesas finais, incluindo três vice-campeonatos e dois braceletes, esse já é o melhor desempenho brasileiro na história da copa do mundo de poker. Mas com vários torneios ainda por disputar, são grandes as chances de vermos essa marca superada.

Vivi Saliba e Rafael Mota fazem mesa final no Evento #64

Vivian Saliba
Vivian Saliba

No Evento #64: US$ 600 Pot-Limit Omaha Deepstack, torneios de dois dias que contou com 2.858 entradas, o Brasil colocou dois representantes na decisão — Vivian Saliba e Rafael Mota.

A embaixadora do 888poker foi quem levou as cores verde e amarelo mais longe, terminando em uma honrosa quinta colocação para embolsar US$ 52.795. Essa foi sua segunda mesa final da WSOP, depois do 4º lugar no Crazy Eights da WSOP 2019.

Rafael Mota, deixou a decisão na 8ª colocação e garantiu sua primeira mesa final e terceiro prêmio da carreira na World Series of Poker. O feito lhe rendeu um prêmio de US$ 24.250.

O jogador búlgaro Konstantin Angelov foi quem levou o bracelete, primeiro da sua carreira, e o prêmio de US$ 199.466 para casa.

Resultados da mesa final do Evento #64: US$ 600 PLO Deepstack

PosiçãoJogadorPaísPrêmio
1Konstantin AngelovBulgáriaUS$ 199.466
2Gregg MerkowEstados UnidosUS$ 123.251
3Igor IoffeEstados UnidosUS$ 92.200
4Guillaume SoumierFrançaUS$ 69.501
5Vivian SalibaBrasilUS$ 52.795
6Philippe PelluaultFrançaUS$ 40.417
7Benjamin MinerEstados UnidosUS$ 31.184
8Rafael MotaBrasilUS$ 24.250
9Christopher KellerEstados UnidosUS$ 19.009

Leia também: João Simão dá show em Las Vegas e conquista segundo bracelete WSOP da carreira


Renan Bruschi enfrenta Phil Hellmuth em sua primeira FT da WSOP ao vivo

Renan Bruschi
Renan Bruschi

Renan Bruschi deu show no Evento #65: US$ 3.000 Freezeout No-Limit Hold'em (1.359 entradas) para garantir sua primeira mesa final nos feltros ao vivo da World Series of Poker.

Buscando o bicampeonato na série, depois de cravar seu primeiro bracelete na WSOP Online, o craque brasileiro se despediu da decisão no 6º lugar, após ter seu AA quebrado em all-in pré-flop, e levou para casa US$ 107.472.

Na mesa final, o profissional brasileiro teve a companhia da lenda do poker e recordista de braceletes da WSOP Phil Hellmuth. O 'Poker Brat' ficou muito perto do 17º bracelete da carreira, mas teve que se contentar com o vice-campeonato e US$ 369.698.

David Jackson levou a melhor contra Hellmuth no confronto final e faturou o segundo bracelete da carreira, que veio acompanhado de um prêmio de US$ 598.173.

Resultados da mesa final do Evento #65: US$ 3.000 Freezeout NLHE

PosiçãoJogadorPaísPrêmio
1David JacksonEstados UnidosUS$ 598.173
2Phil HellmuthEstados UnidosUS$ 369.698
3Jeffrey LoHong KongUS$ 266.559
4Justin SalibaEstados UnidosUS$ 194.525
5Timothy SullivanEstados UnidosUS$ 143.699
6Renan BruschiBrasilUS$ 107.472
7Onur UnsalTurquiaUS$ 81.390
8Richard ScardinaEstados UnidosUS$ 62.423
9Anton WiggSuéciaUS$ 48.494

Leia também: Pedro Bromfman conquista 18º bracelete brasileiro na WSOP


Kovalski vice-campeão em sua primeira mesa final da WSOP

Fabiano Kovalski
Fabiano Kovalski

Fabiano Kovalski brilhou no Evento #67: US$ 10.000 Super Turbo Bounty No-Limit Hold'em Freezeout e só foi parado no heads-up por Nacho Barbero.

O craque do Samba Poker Team começou o dia final entre os seis finalistas de um field de 419 entradas com menos de 2 big blinds, mas conseguiu dobrar várias vezes o stack para garantiu lugar no heads-up.

O argentino, que começou o duelo final com vantagem de 2:1, acabou levando a melhor contra o profissional brasileiro e ficou com o bracelete, o primeiro da carreira, e os US$ 587.520 que estavam reservados para o vencedor.

Em sua primeira mesa final da WSOP, Fabiano Kovalski ficou perto do primeiro bracelete e embolsou US$ 363.116 (+ bounties) pelo segundo lugar, o maior prêmio da sua carreira nos torneios e poker ao vivo.

Resultados da mesa final do Evento #67: US$ 10K Super Turbo Bounty

PosiçãoJogadorPaísPrêmio
1Nacho BarberoArgentinaUS$ 587.520
2Fabiano KovalskiBrasilUS$ 363.116
3Ilya NikiforovEstôniaUS$ 254.791
4Rob HollinkPaíses BaixosUS$ 181.667
5Maria HoEstados UnidosUS$ 131.655
6Andrew LichtenbergerEstados UnidosUS$ 97.002
7Rainer KempeAlemanhaUS$ 72.683
8David MzareulovAzerbaijãoUS$ 55.401
9Paul ChaudersonEstados UnidosUS$ 42.970

Leia também: Yuri Martins é vice-campeão do US$ 50K Poker Players Championship da WSOP 2022


Sharelines
  • Vivi Saliba, Rafael Mota, Renan Bruschi e Kovalski somam mais 3 FTs para o Brasil na WSOP

Name Surname
Editor Chefe

Mais notícias

Outras Histórias

Leitura Recomendada

BICAMPEÃO! João Simão dá show em Las Vegas e conquista segundo bracelete WSOP da carreira BICAMPEÃO! João Simão dá show em Las Vegas e conquista segundo bracelete WSOP da carreira