partypoker Caribbean Poker Party

O Erro de Se Achar no Direito: Não Pense Erradamente Que Você ‘Merece’ um Pote

Estratégia
Sharelines
  • O Erro de Se Achar no Direito: Não Pense Erradamente Que Você ‘Merece’ um Pote

Por vezes, os jogadores de poker simplesmente querem ganhar o pote a qualquer custo, mesmo quando existem fortes indícios de que sua chance de ganhar tenha diminuído ou se evaporado completamente ao longo de uma mão.

Na variante de poker Hold’em existem quatro rodadas de apostas – pré-flop, flop, turn e river. Devido à força da sua mão em uma dessas quatro rodadas de apostas, alguns jogadores “se acham no direito” de ganhar o pote assim que a mão terminar. Eles podem ter criado uma expectativa pouco realista que levará a um apego prejudicial. Isso pode fazer com que eles percam grandes quantias de dinheiro.

Abaixo apresentamos uma mão jogada nas mesas six-handed online da NL100 que nos mostra um belo exemplo de como esse sentimento pode surgir na mente de um jogador de poker.

Check-Call, Check-Call

Tudo começou com um raise de 2,5x para $2,50 de um jogador sentado nas posições iniciais. Um dos jogadores regulares mais experientes e temidos desse nível rapidamente respondeu com um re-raise para $7,50 a partir do cutoff.

A ação chegou em fold até o small blind, que jogando com um stack de $255 deu call na aposta de $7,50. O big blind saiu do caminho, o raiser inicial também deu call e os três jogadores foram jogar o flop que trouxe {4-Diamonds}{3-Clubs}{2-Clubs}.

Apesar de trazer três cartas baixas, este flop não é de forma alguma inofensivo. Tanto o small blind como o jogador da posição inicial deram check para o jogador que deu a 3-bet, que tendo a vantagem de jogar em posição disparou $9,50 em um pote de $21. O small blind foi o único que deu call, com o temível regular cobrindo o stack de 255 big blinds do SB.

O {2-Spades} dobrou o bordo e o small blind deu novamente check. Desta vez o agressor aposta $32,50 em um pote de $40 e, mais uma vez, o small blind dá call.

Considerando Ranges

Nesta altura, parece que ambos os jogadores ainda podem ter ranges relativamente diversificados, ou até mesmo ranges amplos.

O que isso significa? Isso significa que ainda nenhum deles precisa ter um tipo de mão específica. Por cada bluff catcher como {j-}{j-} que o small blind esteja segurando, ele pode ter um draw com {a-}{k-} ou até mesmo um draw com {7-Clubs}{6-Clubs} com o qual deu um call ambicioso pré-flop.

Ao mesmo tempo, o jogador que deu a 3-bet pré-flop e continuou colocando pressão pode ter mais mãos que batem o range de bluff catch do small blind. É mais provável ele ter {k-}{k-} e {a-}{a-} contra {q-}{q-} e {j-}{j-} do small blind. Também é mais provável ele ter uma mão do tipo {6-}{5-} ou {3-}{3-}.

O temível regular também pode ter uma grande variedade de draws – qualquer coisa desde {k-Spades}{5-Spades} até {j-Clubs}{8-Clubs} – ou seja, mãos muito pouco prováveis e com pouco peso na hora de avaliar as possibilidades do small blind.

Mas ainda existem muitas possibilidades diferentes para ambos os jogadores, algo que os dois devem estar cientes ao longo da mão.

Surpresa no River

O river trouxe o {k-Clubs}, completando o flush draw e colocando o bordo final em {4-Diamonds}{3-Clubs}{2-Clubs}{2-Spades}{k-Clubs}.

O small blind foi all-in para $205, uma grande overbet comparando com os $105 que estavam no pote. Estaria David tentando matar Golias de vez?

De qualquer maneira, o Golias nesta situação pode não ter considerado a questão, pois tinha acertado um straight no flop com {a-Clubs}{5-Clubs} que se transformou em um flush no river. Ele deu call rapidamente e depois recebeu as más notícias – o small blind estava segurando um full house com {k-Hearts}{k-Diamonds} e assim ganhou este enorme pote de $515.

O que é devido

À primeira vista, você poderá dizer que não havia nada que o jogador com {a-Clubs}{5-Clubs} pudesse fazer no river. Afinal, sua mão se transformou em um flush. Mas no flop ele também já tinha um straight.

No entanto, o fato de ele ter o segundo nuts no flop não faz com que o jogador tenha direito ao pote no river. E o flush de ás-alto no river também não faz com que ele tenha direito ao pote, já que o bordo dobrando no turn iria empurrar qualquer straight ou flush para baixo na lista da melhor mão possível.

A questão para este jogador com {a-Clubs}{5-Clubs} é (ou deveria ser): “Estou recebendo o preço correto para o call?”. Isso significaria calcular se seu oponente pode estar blefando ou indo all-in com uma mão de valor pior o número de vezes suficiente para tornar o call lucrativo.

Então, ele teria que considerar as mãos para as quais está perdendo – {k-}{k-}, {4-}{4-}, {3-}{3-} e {2-}{2-}. Todas elas parecem bastante improváveis, mas quando ele se lembra que está segurando o {a-Clubs}, quais mãos poderia então o small blind estar segurando para shovar neste river?

Voltando ao pré-flop, o small blind deu call da posição mais fraca três vezes, com um monte de dinheiro para trás. Ele tinha que estar forte para continuar até ao river, pelo menos em teoria. Então, se ele não é o tipo de jogador que desobedece a teoria na prática, foldar no river para o shove deste jogador deve ser plausível.

O mais importante é reconhecer o fato de que ter um straight no flop pode às vezes (como aconteceu aqui) não significar nada no turn, e absolutamente nada no river. Essa é a maior lição que a maioria dos jogadores precisa aprender.

Muito jogadores têm grande dificuldade em interiorizar isso por causa da nossa tendência humana natural de manter registro de todas as potenciais injustiças. Resista a esse sentimento e você tomará melhores decisões de cabeça fria.

Você ainda pode acabar pagando em spots como este, mas por melhores razões do que ficar preso no passado recente.

Este artigo de estratégia foi escrito por Gareth Chantler para o PokerNews e é patrocinado pelo partypoker.

O que você acha?

Mais notícias

Outras Histórias