partypoker Caribbean Poker Party

Jogadores Processam Winamax por Falta de Transparência no Caso dos Bots

Winamax
Sharelines
  • Jogadores Processam Winamax por Falta de Transparência no Caso dos Bots

Segundo o Poker Industry Pro (€), seis jogadores de poker com contas no Winamax processaram o operador de poker francês, com o argumento de que a empresa "não protegeu a integridade e transparência das suas operações".

O processo surge depois da recente investigação que envolveu dois jogadores suspeitos de usarem bots na sala, e assim enganarem outros jogadores nos sit & go jackpot da sala chamados de "Expresso".

Maxime Lemaitre está entre os seis jogadores que iniciaram o processo legal contra o Winamax, reivindicando danos entre os €10,000 e os €50,000 cada. Quando terminou o prazo para mais jogadores se juntarem ao processo, eram já 16 jogadores a processar a sala.

Caso dos Bots

As alegações de trapaça na sala começaram a 9 de junho por Lemaitre, que, com o nome de utilizador “batmax”, mostrou uma pesquisa detalhada a fundamentar as suas queixas no site de poker francês, Club Poker. O Winamax agiu rapidamente e suspendeu as contas dos jogadores.

No passo seguinte, o Winamax convidou os dois jogadores em questão a se apresentarem nos seus escritórios em Paris, de forma a provarem a sua inocência. Enquanto um jogador, “VictoriaMo”, aceitou o convite e jogou 400 sit & go de €100 e de €250 durante a sua visita, “Twopandas” não se mostrou disponível e a sua conta foi suspensa com todos os fundos retidos.

A 30 de julho, o Winamax apresentou os resultados da sua investigação de um mês no fórum Club Poker. Nesse relatório, o Winamax exonerou VictoriaMo, e confirmou a prática ilegal de Twopandas. Assim, VictoriaMo continuou com os fundos na sua conta, mas as duas contas foram encerradas, tal como o Winamax explicou:

"Dado o clima de suspeição em torno da conta VictoriaMo... decidimos como precaução não retirar a suspensão desta conta."

Processo de compensação

O Winamax procurou pagar aos jogadores afetados que perderam dinheiro contra estas contas, e dezenas de jogadores receberam compensações uma semana depois de o relatório sobre o caso ser conhecido. No entanto, os detalhes exatos para o cálculo destas compensações não foram apresentados, e os jogadores sentiram que não foram recompensados de forma devida pelo operador, baseando-se no número de jogos que registaram contra essas contas.

Um jogador tentou saber como o processo de compensação foi calculado junto do apoio ao cliente da sala e recebeu a seguinte resposta:

"Lamentamos não poder fornecer os detalhes desta transação controlada e as compensações associadas devido à nossa política de privacidade."

Não satisfeitos com a resposta, seis jogadores, incluído Lemaitre, agiram judicialmente contra o Winamax.


Ainda não tem conta no partypoker? Aproveite a nossos bônus e promoções e comece já a jogar estes fantásticos torneios!

Receba todas as notícias do PokerNews através das redes sociais. Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!

O que você acha?

Mais notícias

Outras Histórias