Nightly Turbo: Brandon Adams e o Full Tilt, Protestos Contra o William Hill e Mais

Brandon Adams

Na semana passada, Patrik Antonius falou da sua relação com o Full Tilt. Desta vez, Brandon Adams, ex-Red Pro, admitiu ter se enganado com seu ex-empregador. Confira a declaração de Adams, o andamento dos protestos contra o William Hill e muito mais, nesta edição do Nightly Turbo!

Brandon Adams e o Full Tilt Poker

Brandon Adams, ex-profissional do Full Tilt Poker, foi um dos primeiros a defender o seu ex-empregador quando a Black Friday estourou. No dia seguinte ao fechamento dos três maiores sites de poker online, Adams publicou em seu Twitter que o FTP "é dirigido por pessoas mais honradas do que o PokerStars. Portanto, é muito mais provável que o seu dinheiro esteja mais seguro por lá."

Opa...

Desde então, Adams é "trollado" por seus comentários por boa parte da comunidade do poker. No entanto, recentemente, ele admitiu seus erros, ao responder um tópico do TwoPlusTwo intitulado "FTP pro Brandon Adams trolls PokerStars" (algo do tipo, Profissional do FTP Brandon Adams 'Trolla' o PokerStars").

No post, Adams disse: "Eu não tenho culpa no ocorrido com o Full Tilt... Fiz alguns comentários idiotas sobre o PokerStars... Eu sempre digo o que me vem a mente quando o assunto é o poker. Tenho escrito e falado sobre sobre assuntos polêmicos por todo lugar nos últimos seis anos — podcasts, entrevistas, foruns e em conversas privadas. Algumas coisas que disse vão, inevitavelmente, provar que eu estava redondamente enganado."

"Eu nunca tive nada próximo a uma participação acionária no FTP. Meu negócio era apenas um pouco melhor do que o acordo padrão de $35 por hora e rakeback. O fato do FTP não conseguir cobrir os depósitos foi um choque para mim. Eu nunca soube de nenhum déficit."

"Em um material recente, o DOJ observou que o montante pago aos proprietários foi de aproximadamente $400 milhões. Se eu tivesse tentado estimar esse o número em, digamos, Março de 2011, em pensaria em algo menor, em torneio de $200 a $250 milhões. O que realmente impressiona lucrou cerca de $100 milhões durante toda a sua existência, apesar de gerar cerca de $3 milhões em rake por dia durante um tempo significativo. No estouro da Black Friday, eles tinham $300 milhões em valor contábil e pagamentos aos proprietários de $400 milhões. Você acha que eu me associaria com uma empresa com valor contábil negativo? Com certeza, não."

Há muita besteira no tópico do TwoPlusTwo, mas vale a pena conferir as declarações de Adams a partir da página 22.

Protestos a Pleno Vapor

Em respostas aos recentes protestos de 200 colaboradores, dois executivos da gigante dos jogos online William Hill voaram até Tel Aviv para restaurar a ordem. Ralph Topping, CEO do William Hill, encontrou o CEO da Playtech Mor Weizer na Quinta-Feira para discutir medidas para acabar com a greve, estimulada por rumores de que a empresa estaria mudando seu suporte ao cliente para o Reino Unido ou Gibraltar. A William Hill detém 71% da joint-venture online e a Playtech os outros 29%.

O The Telegraph relatou que os protestos em Tel Aviv desencadearam uma parada nos trabalhos no escritório da William Hill na Bulgária e no escritório da Playtech em Manilla.

A revolta está vinculada à renúncia do Diretor de Marketing Eyal Sanoff, que pediu demissão em 27 de Dezembro. Sanoff se recusou a cumprir as ordens de fornecer acesso às operações diárias de Tel Aviv e deixou a empresa depois de cumprir o prazo estipulado.

Acesse o Telegraph.com e confira toda a história.

Hora de Pagar as Apostas

James Bord, campeão do Main Event da edição 2010 das World Series of Poker Europe, estampou as manchetes com uma declaração bombásticas, afirmando que os jogadores norte-americanos seriam menos qualificados que os europeus. Para confirmar sua tese, Bord garantiu o pagamento de todas as apostas até $500 no Matchbook.com caso um jogador norte-americano vencesse o Main Event das WSOPE 2011.

"Eu não acredito que um americano seja capaz de conquistar o bracelete; os europeus são muito superiores atualmente," provocou Bord. "Costumávamos acreditar que os americanos eram superiores, mas isso é coisa do passado. Estou preparado para reembolsar qualquer aposta até $500 caso um jogador dos EUA vença o torneio."

Na Quinta-Feira, Bord precisou engolir suas palavras e abrir o seu caixa. O nova iorquino Elio Fox superou o britânico Chris Moorman no heads-up e venceu o torneio. Pouco depois, bem humorado, Bord comentou a vitória de Fox no Twitter:

Deseja saber mais? Acesse a PokerNews Reino Unido.

De Volta à Estrada

Tão logo deixou Cannes (França), com a conclusão das World Series of Poker Europe, o Time de Coberturas PokerNews partiu para San Remo, na Itália, onde é disputada a parada da Itália do PokerStars European Poker Tour.

segue a PokerNews Brasil no twitter? Chegou a hora de curtir nossa Página no Facebook!

Name Surname
Brett Colson

Mais notícias

Outras Histórias